um blog de inspirações e expirações

6.8.14

agosto, seja lindo


Sou dessas que toma metas para o ano apenas na metade do ano. 

Tempos atrás decidi que adotaria essa rotina, mas confesso que pouca coisa dessa lista eu consegui colocar em prática, por enquanto. A questão é que ando infinitamente cansada de ser essa pessoa depressiva e cortaospulso e sombria e chorona. Sou muito negativa e esse blog é muito fundo do poço, oh dog, deus me livre. Não quero mais que as pessoas entrem aqui e só vejam desgraça. Caramba, tem gente que me acompanha desde o início e até hoje eu não entendo como essas pessoas conseguem, haha. Também não entendo como e porque eu ainda tenho um namorado, ele pegou a pior fase de mim e não estou sendo dramática, sério. Merece um prêmio de melhor namorado evveeerrr ♥, vou fazer um troféuzinho de bacon, porque o garoto gosta de bacon. E café. 

Eu ando querendo uma vida mais cheia de ânimo, cheia de gentes ao redor, cheia de coisas para fazer, cheia de planos para pôr em prática. Durante os meses de junho e julho, eu entrava no blog da Melina o tempo todo, às vezes nem tinha post, mas eu ia lá mesmo assim e ficava dando uma olhada porque ela transparece justamente o que eu ando querendo transparecer: uma vida mais alegre e feliz. Não me entendam mal, não é uma questão de aparências, é uma questão de ser e escolher bem o que vai transmitir para quem lê essa joça aqui, como a própria Mel fala nesse post. Não é uma questão de ter uma vida perfeita, e sim uma questão de parar de ser tão fechada e negativa. Apesar de que sempre vou ter essa visão mais pessimista e realista das coisas porque sacomé, a "expectativa é a mãe da merda", "expectativa só gera decepção", "é melhor se surpreender com o inesperado do que se decepcionar com o que não rolou" e vocês pegaram o espírito da coisa, né? Então, é assim: eu quero um agosto maravilhoso. E o resto do ano. E o resto da vida.

Semana que vem eu começo um novo curso na faculdade e isso representa mais um recomeço, mais uma chance de fazer amigos e seguir sem deixar a bendita peteca cair. Dessa vez eu tô com um cagaço dos infernos porque resolvi que seria legal cursar Engenharia. Antes eu fazia Odontologia. E antes, Matemática. Sou indecisa, já deu para notar, hein? Apesar do medinho das aulas de física, estou bastante contente.

Também estou contente porque finalmente estou sendo mais vaidosa. Cresci sem me importar com cabelo arrumado e maquiagem porque eu não tinha isso em casa. Minha mãe também cresceu sem cabelo arrumado e maquiagem. Apesar das minhas amigas sempre terem sido vaidosas (algumas até demais), isso nunca me contagiou e durante toda a adolescência não me fez a menor falta. Passei por essa fase sem problemas para fazer amizades e arranjar namorados, e vaidade era uma coisa que nunca passava pela minha cabeça. Curiosamente depois da fase negra e absurda - que é a adolescência da maioria das pessoas – foi que senti falta dessa bendita. Autoestima estava no chão, coitada, pisoteada e servindo de tapete. Fui a pessoa mais feliz do mundo no dia em que comprei 4 batons. E isso se repetiu no dia em que comprei um delineador em forma de caneta, não importa que eu ainda não saiba passar ele de forma decente (no olho direito é simplesmente impossível, gente!) porque agora eu sou uma pessoa munida de maquiagem. E a autoestima ainda tá baixinha, mas já não serve de tapete. 

Bom, esse era só um post-falatório. Acho que fazia muito tempo que eu não postava nada tão diretamente pessoal (ou não?)... Falando em post, cuidar mais do blog também entra na categoria “vida mais bem vivida”, mas desde o começo do ano estou tendo uma ridícula dificuldade para pensar em posts. Já tentei usar o Evernote para anotar ideias, mas como eu vou anotas ideias se eu não estou tendo ideias? Haha, a coisa está simplesmente feia. Mas a gente dá um jeitinho. 

Ainda tem mais coisas sobre as quais eu queria falar, como parar de aceitar freelas de layouts e simplesmente trabalhar fora de casa - um monte de gente querendo trabalhar em casa e eu querendo ser empregada de alguém, essa vida... haha - e outras coisinhas mais, só que olha o tamanho desse post...  Até que andava sentido falta de escrever sobre as coisas com mais clareza, cheguei a pensar que não sabia mais escrever, haha. No mais, eu só queria conversar um pouquinho :) 

Até já, pessoal.

12 comentários:

  1. Gabi, entendo muito o que você quer dizer. Também ando querendo trazer coisas mais felizes pro meu blog. Embora eu não seja a pessoa mais radiante do universo, acho que a gente também deve cultivar o que há de bom na gente. Principalmente quando é para os outros verem.

    E, no quesito vaidade, também tô começando a seguir essa rota tão complicada (e feliz). Comecei a usar maquiagem umas duas vezes por semana (o que é maravilhoso, uma vez que eu não usava nunca), tô tentando me aventurar no perigoso mundo dos batons e até comprei quilos de produtos pro cabelo, para andar por aí sensualizando com minhas madeixas. A realidade é: vaidade não é besteira. No fim, se cuidar é muito importante. E, naqueles dias de merda, é tudo.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Gabi você não está sozinha nessa, apesar de eu não ser uma leitora frequente por aqui pode contar com meu apoio nessa fase pós-penumbra hahaha É difícil moldar a nossa vida de um jeitinho diferente do que a gente está acostumada, leva tempo e é cansativo, mas você vai conseguir.
    Eu que sou a louca geminiana que ama ficar ao redor de gente, saber o que está acontecendo e ter mil amigos para sair para lugares diferentes, passei por uma fase 'sai de perto'. A vida é muito doida, mas o bom é que a gente sempre tem a chance de se reinventar!
    Boa sorte em tudo na vida... e aproveitando a onda vaidade os batons da NYX são ótimos NÃO É PROPAGANDA!1 HAHAHAHA

    beijos e falei horrores
    http://valentinassake.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lígia,
      Obrigada por seu comentário fofo, é bem isso que você disse mesmo.
      Eu não conheço essa marca (por que será, né?? hahaha), mas assim que topar com ela vou experimentar...
      bj bj

      Excluir
  3. Bem, eu te sigo e venho aqui faz algum tempo (já até te indiquei por aí), porque você é sincera, não mente, não disfarça seus problemas pessoais e pra mim é o que te faz especial. Cê jura quando vi cabelinho cortado, batom vermelho, mechas loiras, pensei que estava up? E fiquei feliz. Compartilho de alguns sentimentos que você, como baixa auto-estima, indecisão (pode ver isso pelo meu blog), momentos deprês etc, mas acho que talvez isso são nossas características. Claro, deve ser mudado. Devemos ser mais felizes não só em agosto, mas sempre ;D
    Sorte no novo curso, e que agosto, setembro, outubro... Seja melhores que os anos passados.
    Bjuus

    ResponderExcluir
  4. Poxa Gabi, que maravilha saber que você está melhor propensa a recomeços e até vaidades. Cuidar de nós mesmos - mente e corpo, nos torna mais confiantes. Aproveita, pois aí está uma fase ótima e estou em sintonia contigo!
    Que todos os seus desejos de "meio de ano" se realizem. E que tiremos esse estigma de Agosto ser o pior mês do ano.
    Ah, toda vez que venho aqui, o blog está mais lindo!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Já dá pra ver a mudança em você. As coisas, e nós, não mudamos da noite pro dia e é um processo diário e cansativo, mas aos poucos nós vamos vendo a luz do dia e as coisas vão melhorando. É notável a mudança só pela forma que você escreveu e está lidando com a vida. Espero que as coisas só melhorem e enquanto isso, vou ficar torcendo por você. :)

    http://www.paleseptember.com

    ResponderExcluir
  6. Faz muito bem olhar um pouquinho pra si mesma de vez em quando, passar um batom também me deixa muito feliz, principalmente se for vermelho, me sinto poderosa. Também não sou muito ligada à maquiagem, nunca fui. Quando comecei o blog que entrei mais nesse mundo e descobri muitas novidades no mundo da beleza. Espero que você se dê muito bem no seu novo curso de Engenharia. Começos, recomeços são muito bons, fazem a gente crescer, apesar das mudanças e novidades sempre nos assustar um pouco, mas faz parte. ;)

    Bjs.
    www.feufolandia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. O mais importante disso tudo é que as mudanças, sejam elas pequenas ainda, e os pensamentos mais lapidados, vieram exatamente de ti, dessa análise, desse olhar para si. Não precisa ter vergonha nenhuma de desabafar, falar que agora ousou outros passos, que quer mudar o discurso e ser uma pessoa melhor. Vindo de você. Por você. Apenas por você.

    Magnífico Gab. Você merece. Você é uma pessoa maravilhosa!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Meu ano só costuma começar mesmo em meados de Julho, começo de Agosto.
    E já percebi que nem adianta eu mimimizar sobre isso: é assim e ponto. Porque sim.
    Então, larguei de mão resoluções e tô tentando apenas viver um dia de cada vez - ou metade de um, porque às vezes não dá pra segurar um dia inteiro de cada vez, há dias muito agitados, hahaha

    Também nunca fui uma pessoa vaidosa. Comecei a me cuidar mais de um ano pra cá. Cresci numa casa cheia de rapazes, então nunca tive muita influência feminina no quesito ~moda/makeup~. O que foi bom até certo ponto, acho, já que foquei em outros aspectos.

    A gente vai se ajeitando e cuidando de nós mesmas aos pouquinhos. Nada de atropelos. Comecei um curso novo também - Biblioteconomia - e tomara que dê certo. Para ambas.

    Beijo, guria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Mia.
      Boa sorte para nós duas!!
      bj bj

      Excluir
  9. Eu acredito que o blog é uma mera extensão do seu autor. Assim, num sentido "físico-figurado" da coisa mesmo. Eu entendo teu desejo de querer ser uma pessoa mais "pra cima" porque também compartilho dele. Mas também acho que se você se está se sentindo pra baixo, tem que colocar no blog mesmo, desabafar. É pra isso que ele serve. Ele é você na internet. E se você se pergunta como seus leitores te aguentam, é só se perguntar como teus amigos o fazem :)

    Você já ouviu falar no zen budismo? Mais do que uma religião, é uma filosofia e não vou explicar muito aqui pra não estender o comentário, mas pesquise um pouco, acho que ele cai como uma luva pra situação que você descreveu!

    Abraços
    PS: Te adicionei no meu blogroll. Não pela troca de links (eu não acredito muito em trocar links haha), mas porque eu acho seu blog muito, muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza,
      conheci o zen budismo apenas por nome, vou dar uma pesquisada sim, obrigada pela dica!
      E obrigada também por ser uma fofa :3
      Que bom que gosta do meu blog, eu conheço o A Mafaldista desde que ele tinha o topo de uma cor verdinho/anil claro, hihi *-*

      Excluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados