um blog de inspirações e expirações

13.1.13

pais de saia e blogueiros de antolhos

Acabei de ler o texto que a Nina escreveu e estou revoltada, contrariando as tendências tediosas de um domingo nublado. Ela critica um texto, aliás, um blogueiro, um ser humano que parece não saber que já inventaram aquela utopia lá, aquela chamada Respeito pelo Próximo. No blog, ele criticou... Não, espera, “criticou” não é a palavra certa, porque crítica significa "capacidade de julgar", e isso ele não tem. Ele desrespeitou, desvirtuou uma notícia linda, que foi aclamada e apoiada por tantas pessoas que eu conheço, uma notícia que dá esperanças a quem se indigna com esse caminhar de caranguejo da sociedade. 

Eu achei tão maravilhosa a atitude desse pai, que além de ensinar ao seu filho que ele pode ser e gostar do que ele quiser, ensinou também a não negar isso, a não se esconder de pré-julgamentos, de preconceitos, das opiniões de gente que a tem mente pequena. Aí aparece esse cidadão e o intitula O Pior Pai do Mundo (o título foi mudado, mas a url não se altera). Agora me diga: com que autoridade ele afirma uma coisas dessas? Opinião não te dar poder nenhum, só te dá o direito de dizer umas palavrinhas e não abole o respeito. Eu apoio o seu direito de dizer o que pensa, mas não apoio a falta de respeito pelo ser humano, pela vida alheia, pelas escolhas e preferências do outro. Uma vida diferente, preferências diferentes não te fazem melhor, te fazem singular e isso não te coloca em trono algum, não te coloca na realeza. Não sei outra palavra para definir esse tipo de atitude a não ser triste, porque é com tristeza que se vê o quanto as pessoas ainda pensam de um jeito tão retrógrado, tão selvagem. 

O tal blogueiro ainda diz - nos comentários para rebater a Nina, porque ele não teve nem a decência de  argumentar a própria opinião no texto que foi apenas copiado da notícia original - que um pai deve ensinar o que é certo e o que é errado (você pode conferir o que ele disse nos prints da Nina), e que o menino gostar de usar vestido é errado, e seguindo o raciocínio, o menino gostar de vestido só é errado porque ele é menino, e menino não pode gostar de vestido ou de esmalte. O quê? Ainda pensamos desse jeito, sociedade? Ainda não admitimos que há quem não siga esse rótulos que nos categorizam como produtos numa prateleira? Pior: ainda não admitimos e não respeitamos! Porque é nessa tecla que eu bato: respeito. Não entende? Não concorda? Pensa diferente? Respeite.

20 comentários:

  1. Concordo contigo.
    Quando vais disponibilizar outros templates ? *-* Adoro teus layouts !

    http://semrevolta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Acabei de fazer um comentário enorme lá no blog da Nina a respeito dessa ridícula postagem desse cara. Sério. Estou embasbacada com isso. Esse pai não merece apenas parabéns, ele merece um respeito tamanho que poucas pessoas conseguiram adquirir de mim. Olha... se houvessem mais pessoas como ele no mundo, mais pais assim, que aceitassem se expor à opinião retrógrada de muitos, tenho certeza que as coisas fluiriam melhor no mundo em que vivemos, nessa nossa sociedade. Esse rapaz que escreveu isso lembrou-me apenas uma coisa: pensamento católico medieval (nada contra católicos ou fé cristã - como ele próprio diz, em seu perfil, ser um cristão - até porque cristã eu sou; mas há uma grande diferença entre tentar seguir o que Cristo disse e pegar os ensinamentos de Paulo para várias igrejas de mais de 2000 anos atrás e aplicá-los hoje em dia).
    Envergonho-me de tal coisa. De verdade.

    ResponderExcluir
  3. Gsbi, fiquei sabendo pela Mia esse teu compartilhamento. Muito obrigada. É realmente uma falta de respeito a atitude desse moleque - e penso que precisamos propagar notícias como essa aos quatro cantos sim. Esse pessoal precisa crescer e aprender a respeitar as diferenças, mesmo não concordando. Isso é minimamente essencial.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Quando vi essa foto a primeira coisa que pensei foi: "este deve ser sim o MELHOR pai do mundo." Ele não sõ ama o filho, senão que ainda por cima o aceita tal e como é e sobretudo, respeita os gostos dele.

    E isso é tão dificil, e mesmo nos dias de hoje.

    Fico espantada que um 'cer umano' que tenha estudando tanto ainda vive na idade da pedra (ou talvez nunca saiu de lá). Se sabe tanto, sobre tantas coisas, não deveria ser tão ou mais humano que alguém que não estou tanto assim? Porque se estudou foi para aprender. E parece-me que não aprendeu grande coisa. Ou talvez a vida ainda não lhe deu 'uma lição'.

    Eu achei a intenção do pai bastante adorável. Ao meu ver ele não parece estar a ensinar ao filho que meninos devem usar saiua, e sim a mostra-lhe que o importante não é o que se veste, mas o tipo de pessoa que se é. E o facto dele mesmo também vestir uma saia - quando muitos fariam uma careta e diriam 'não, obrigado' - só torna a atitude dele mais admirável.

    E acho a criança uma sortuda, por ter um pai que o apoiará em tudo e que fará dele um Ser Humano e não apenas um adulto responsável.

    #parey :X

    ResponderExcluir
  5. Acabei de sair do blog da Daniele e é realmente lamentável a pessoa se posicionar de maneira tão preconceituosa. Julgar o que é certo e errado apenas porque a sociedade impõs é falta de senso e de respeito. Não dá para nos colocarmos dessa maneira, acima ou abaixo. É preciso respeitar as escolhas das pessoas, por mais que não concordemos. É claro que nesse caso dou palmas para o pai que não quis saber de convenções idiotas e apoiou o filho. É sempre difícil enfrentar, mas ele não ligou. Muito nobre a atitude dele.

    Lamentável é esse rapaz de o julgá-lo como pior pai do mundo, como se existisse um código de conduta estabelecido, como se ele soubesse do que é o certo e errado para os outros. Errado é ele se posicionar dessa maneira tão preconceituosa. É claro que quando se vive numa sociedade, precisamos respeitar o espaço do outro, mas nado nos impede de tomarmos nossas escolhas, nossas vontades, e vivermos de maneira que achamos confortável e sadia sem prejudicar ninguém. É isso que o garoto e o pai fizeram. Não afeta a vida de ninguém. Porque achar que suas escolhas são erradas. Só porque a sociedade impõe? Triste pensar assim. As pessoas brincam e se incomodam porque vivem num modelo imposto, levado pela maioria, sem prevalecer a vontade. E porque as pessoas se preocupam demais com a vida e as escolhas dos outros e esquecem de si.

    Muito desnecessário a maneira do indivíduo se posicionar...

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  6. Sabe qual o lado bom disso?
    Manifestações como a tua Gabi e a da Nina (que eu preciso conferir já!)
    Mesmo com toda essa lenga-lenga de século XXI ainda ficamos nos mesmos padrões opressões do século XV como a Mia lembrou muito bem no comentário dela.

    Fiquei hiper feliz com esse pai. Já pensou se todos os pais fossem assim? Se todas as pessoas fossem assim? Ai que mundo bonito..! Pára, já tô John Lennon demais.

    O fato é que as lições que este pai nos deixa precisam ser divulgadas, como algo positivo. Temos mesmo que esfregar a diversidade (seja ela qual for) na cara dessa gente quadrada e medíocre que não se contento em ser pequeno e quer diminuir os outros também.

    Um beijo pra você.
    Sei que você vai ser uma mãe assim. Melhor.

    ResponderExcluir
  7. Acho um ABSURDO essas coisas. Nem sei o que comentar. Mas gosto de ver textos revoltosos e gostei do teu! Tô indo lá conferir o da Nina agora! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. ay,
    vi o post da nina e realmente esse blogueiro estúpido deveria repensar a própria existência. mas ainda bem que há pessoas que se revoltam contra babacas preconceituosos.

    :)

    xoxo

    ResponderExcluir
  9. Onti, coisa linda tua opinião. E não é só pelo motivo de eu concordar. É pelo fucking motivo do respeito. Bem que isso podia entrar na moda, né? Talvez assim...

    Isso me lembrou vagamente do filme "Tomboy". Se ainda não assistiu, favor baixar agora. Certeza de que não se arrependerá.

    ResponderExcluir
  10. ooi, não consegui baixar nenhum dos seus templantes, e to realmente precisando, será que tem como me ajudar, por favor?
    http://1mundoteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Também fiquei revoltadíssima com a situação! E concordo com tudo o que você disse. Falta respeito entre as pessoas e acabo ficando um tanto desesperançosa com os seres humanos. É esse o tipo de pessoa que chamamos de racional?

    Parabéns pelo texto! Espero que algum dia essa raça de imbecis ou evolua para melhor ou cale a boca de uma vez por todas.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Ai, paciência zero para esse tipo de pessoa intolerante. O pior é saber que existem vááários por aí que pensam o mesmo. Um verdadeiro absurdo!

    ResponderExcluir
  13. Eu vi o post dela, o dele e os comentários. Senti uma revolta tão grande. Sinto apenas nojo dessa criatura que se acha melhor que os outros.

    ResponderExcluir
  14. então eu não to conseguindo baixar :x tem que salvar ele pra abrir como nota? pq tipo aparece um monde de coisa estranha e não o código
    http://1mundoteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Concordo. O que vale mesmo é ter respeito,mesmo não gostando ou concordando.
    E muito bonito lay novo Gabi :)
    bj

    ResponderExcluir
  16. Também li o post da Nina e tô completamente revoltada. É por pensamentos assim que esse mundo não tem jeito. Uma pessoa tão ''culta'' como ele mesmo se diz, pensando desse jeito em pleno século xxi... Lamentável!

    ResponderExcluir
  17. É triste ver que ainda tem tanto gente com pensamentos absurdos neste mundo.

    Beijos,

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Posso estar enganada, mas não acho que usar ou não vestido seja digno de "rotular", mas essa sou eu.

    Assim, esse blogueiro foi bem infeliz na sua colocação, mas é a opinião dele. Fazer o quê? Deixa o cara ser infeliz sozinho ao invés de amargar um domingo nublado (que já não é lá essas coisas). Eu, por exemplo, não vejo problema algum em homens usarem saias, agora vestidos... Sei lá, acho estranho. No mais, quem deve ou não se preocupar com a educação do garoto é o pai dele, pombas. Só porque o garoto resolveu usar vestido a internet inteira vai discutir? Acho meio incoerente.

    Enfim, ignorem esse blogueiro. É a única coisa que ele merece.

    ResponderExcluir
  19. Concordo absolutamente contigo.
    Já tinha lido sobre esse pai e tinha achado ótimo e ontem fui ver o blog da Nina e vi isso. Creio que, mesmo com tudo, as pessoas tem que ser mente aberta. Ou mais "eu não faria e não vou te julgar por fazer isso". Se é que dá pra ser assim.

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho 2 filhos, um de 7 e outro de 5, e desde sempre ensino que amor é amor seja com quem for, pra que, se um dia, eles gostarem de alguém do mesmo sexo, eles saibam que é perfeitamente normal. Será que esse cara ia me denominar a pior mãe do mundo?

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados