um blog de inspirações e expirações

24.10.12

uma baianicidade de quem nasceu pernambucano

“Você é evangélica?”
“Não.” 
“Você vai na igreja?”
“Não.”
“Você mora aqui perto?”
“Moro ali em cima.”
“Você é baiana?” 

Oxe, é o quê, hôme? 

Esse diálogo aconteceu ainda pouco quando eu estava voltando do mercadinho aqui da rua e uma senhorinha me parou para me chamar para visitar a igreja dela. O que me intriga é que ela percebeu que eu tenho sotaque só ouvindo dois nãos e um moro ali em cima. Certo que não sou baiana, mas tenho um restinho de sotaque nordestino, e a danada percebeu só pela minha risada. 

Em fevereiro fará dois anos que vim morar em São Paulo, e infelizmente nasci camaleão e me acostumo fácil demais às mudanças. Resultado: quase não tenho mais sotaque de pernambucana. Insira aqui um smile de carinha super triste quazchorano. Ainda puxo o R, arrasto o S antes dos Ts e pronuncio um E muito aberto (é ao invés de ê), mas perdi muito daquele gingado no sotaque, sabe? Isso me entristece porque dificulta um pouco na hora de as pessoas perceberem que eu não sou daqui, enquanto falo. Tá, e o que tem demais nisso? Bem, tem que eu quero que todo mundo saiba que eu sou pernambucana com um orgulho tão grande que não cabe nos regionalismos de lá. É uma daquelas necessidades únicas e intransferíveis. Algumas pessoas não percebem o meu sotaque, inclusive já ouvi dizerem que perdi totalmente e que não se nota que não sou daqui. Quando alguém comenta a diferença, mesmo que errando o estado (e erram muito. Pessoas, vocês precisam parar de achar que o Nordeste é só a Bahia), eu fico tão feliz que nem ligo para esse deslize regional alheio. 

Bem, era isso: um texto sobre a nostálgica baianicidade dos pernambucanos. Às vezes dá saudade da terrinha. Às vezes me dão saudade da terrinha. Oxe!

25 comentários:

  1. Ouxi! eu sou baiana! baiana,baixinha e brava! hahaha adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Convivo com tantos baianos que não me surpreendo mais de encontrar alguém, com sotaque lindo e diferente haha São Paulo é essa mistura que a gente nem vê haha


    ("Lixo" é por causa do cansaço sim... além de ser tradução do nome da banda HAHAHA)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Hahaha... essas senhorinhas são fogo, né? = P

    ResponderExcluir
  4. AMO sotaques nordestinos! AMO a cultura nordestina! AMO as pessoas de lá! Pra mim, o Brasil é aquilo, o resto é só gente exibida mesmo. Tem que ter orgulho mesmo.

    (li seu texto com sotaque baiano, ôxe)

    ResponderExcluir
  5. Essa nossa terrinha é boa demais mesmo. E só quem pode falar das coisas ruins que ela tem, sou eu! E, apesar de adorar viajar pelo Brasil (e pelo mundo), voltar é sempre melhor! E quando volto, ainda volto cantando "Voltei Recife, foi a saudade que me trouxe pelo braço!". Coisa que talvez só pernambucano entenda, mesmo que não seja recifense. Eu já tenho o sotaque muito puxado, e quando vou pra fora é que arrasto "meixmo"! hahaha :D

    ResponderExcluir
  6. Adoro sutaques o meu é altamente puxado no r (mas sou goiana rsrs')
    acho que morar longe do lugar onde se nasceu é um pouco complicado, a saudade aperta neh?
    bjus ;*

    ResponderExcluir
  7. O legal foi que eu li teu texto com sotaque baiano, hahahah
    Tenho uma prima que mora em Recife, e é tãaaao maneiro quando ela vem pro Sul porque eu amo esse sotaque docês.
    Me mudei esse ano pra SC, e todos comentam meu sotaque gaúcho. O meu problema, assim como o teu, é que me acostumo fácil. E daí já viu né, fico triste toda vez que meus parentes dizem que já to falando que nem catarinenses :(

    ResponderExcluir
  8. Pernambuco deve ser lindo!
    Sou paulista e nunca sai daqui, grava algo um dia para nós ouvirmos seu sotaque! haha

    ResponderExcluir
  9. Sou muito fã de sotaques! Sou mineríssima e adoro quando comentam sobre meu jeito de falar rsrs

    ResponderExcluir
  10. Morei dois anos em Florianópolis e perdi totalmente meu sotaque gaúcho. Ninguém dizia que eu era do RS. Entendo tua tristeza. É algo que faz parte de nós. hahaha
    Mas aí eu voltei para o RS e meu sotaque voltou junto com tudo. <3
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Pra mim seria muito difícil me adaptar em outra região. Nasci e moro no Rio de Janeiro e volta e meia minha mãe diz que vamos pra Minas Gerais por causa da minha vó. Gosto tanto daqui e morro de medo.
    O sotaque nordestino é bem bonitinho. Tenho uma amiga que se mudou a quase um ano e o sotaque dela não some por nada. kkk
    Beijos flor

    ResponderExcluir
  12. Eu sou baiana com orgulho, como vim para São Paulo com apenas um ano de idade ninguém diz que sou de lá e até duvidam e pedem para ver meu RG.
    Acho sotaque nordestino lindo e queria tanto possuir, mas o 'R' puxado do interior fala mais alto. beijos

    ResponderExcluir
  13. ah querida eu gosto tanto de sotaque! sou paulistana e tenho primos em pernambuco... adoro quando eles vem com é aberto, com a risada gingada, a dança na voz, sabe?

    faça isso sim, perde o sotaque não! rs

    beijoca

    ResponderExcluir
  14. Seu coração tem um sotaque liiindo!

    ResponderExcluir
  15. Legal isso de amar sua origem, mas vc acha q rolou um preconceito na hora?

    Acho Paulistano meio preconceituoso

    Ta gostando de SP?

    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Eu já ia começar o comentário com um 'vixe', haha. Sou baiana e acho sotaque a coisa mais linda, principalmente os daqui do nordeste, é uma delícia de ouvir. Mesmo aqui, eu sinto que não tenho mais tanto sotaque - em Salvador isso está se perdendo aos poucos, sabe? Triste.
    Sabe que eu passei bem uns 15 dias em São Paulo e tava quase morrendo de saudades daqui da terrinha, ai sofrimento! Você é muito forte de conseguir essa proeza por quase dois anos! Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Gostei do texto. Isso me lembrou um dia que fui visitar a minha tia em Sao Paulo. Estava no elevador com alguns primos e um homem entrou e disse:
    "Bom dia!"
    Nós respondemos: "Bom dia"
    E ele disse: "Ah... são tudo mineirinho né!"
    Fiquei encabulada de como ele descobriu apenas com duas palavras!
    Hahaha.. mas é assim mesmo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Eu acho que ela tava querendo saber se você era baiana porque você não vai a igreja hahahaha, lá a maioria das pessoas não são evangélicas ou católicas.

    ♥ Blog Cerejas no Topo:
    http://www.cerejasnotopo.com/

    ResponderExcluir
  19. Gabi,

    imagino que existem muitos momentos assim né?!! Especialmente em São Paulo onde há um histórico infeliz de esteriotipização dos nordestinos...

    Enfim, conserve o orgulho de ser Leão do Norte. É bom ser pernambucana, não importa onde esteja.

    "Eu sou mameluco, sou de Casa Forte, sou de Pernambuco eu sou Leão do Norte"

    Ha ha HA.
    (não podia perder a oportunidade).

    ResponderExcluir
  20. Não é a sua baianicidade pernambucana, é só a ignorância do paulista, que acha que todo o nordeste se resume a pernambuco. Meu pai, por exemplo, que morou em vários estados da região sabe direitinho diferenciar de qual estado uma pessoa é. Aposto que ele nunca confundiria seu sotaque! :)

    Eu também sou assim, não posso morar num lugar diferente, que já perco meu tão amado sotaque de paulista!

    bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi, moça! Sou de PE e continuo morando por aqui, mas em uma das vezes em que estive no RJ, me perguntaram do sotaque - segundo meus amigos, ele estava totalmente neutro. o.O
    Acho o nosso sotaque uma belezura, ia me dar uma tristeza perdê-lo caso fosse morar noutro canto!

    Ah, primeira vez que venho aqui, gostei bastante e favoritei, visse?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Moro há 9 anos em Curitiba, mas sou paulistana. Meu sotaque já morreu faz tempo, mas de repente me pegam de surpresa em palavras como "chovendo" "correndo" e outros gerúndios onde paulistanos puxam os n's. Acho super engraçado, ainda me bem perguntar "Você é paulista?" com um sotaque engraçado que lembra um pouquinho a selva de pedra, mas muito mais caricato e exagerado.
    Meus pais são nordestinos e ligam o nordestinês só de ouvir qualquer coisa que remeta a terrinha. Sotaques são uma graça mesmo.

    ResponderExcluir
  23. Amo, amo mesmo, de verdade, os sotaques nordestinos. Sou baiana, mas tenho um pezinho em Recife por conta de várias coincidências que me fizeram parar por aí.
    A gente às vezes fala e não percebe que tem sotaque, eu mesma não percebo direito, só o "e" que é bem abertão mesmo.

    ResponderExcluir
  24. ai pior que é bem assim, né? perdemos o sotaque rapidinho :(

    ResponderExcluir
  25. Eu também perco o sotaque rapidinho, e também ganho ele fácil também! Meus parentes são todos gaúchos e eu paulista, quando encontro com eles já começo a falar "Bah!" e outros! hahaha

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados