um blog de inspirações e expirações

27.5.12

cabô o amô, cabô

daqui
Me sinto incrivelmente vazia e desmotivada. É decepcionante ter que dizer que a blogosfera não se apresenta mais tão interessante para mim. Pela primeira vez em 3 anos eu quase não tenho blogs para ler. Claro que blogs existem aos montes, mas são poucos, bem poucos, aqueles que lembro de visitar sem precisar olhar o link, aqueles que me dão calorzinho no peito, sabe? Isso me deixa triste para caramba. Justo eu, que sempre fui apaixonada por essa parte da internet, sempre me pegava pensando: poxa, quantos blogs maravilhosos existem por aí que eu ainda não conheço? Hoje não sinto assim. Penso que quanto mais eu fuçar, mais coisas desinteressantes eu vou achar. Não tô dizendo que a maior parte da blogosfera é atualmente feita de lixo, claro que tem muito blog ruim por aí, e seria hipocrisia minha dizer que não, mas “ruim” não quer dizer necessariamente o oposto de “bom”. Quer dizer desinteressante para mim. O que pode não ser para outras pessoas. Nesse desinteressante também acrescento inexperiência de quem escreve, diferenças de gostos culturais, falta de sentimento blogueiro e gente que só quer um número de seguidores acima de três dígitos. Enfim, motivos e conceitos para o meu sentimento de blogosfera desinteressante existem aos montes, mas esse não é o problema aqui. O verdadeiro problema é a solução que eu não tenho, para desmanchar esse bode. 

Já faz um tempo que ando pensando cá com meus botões e zíperes (essa palavra fica bonitinha no plural, hein?) que talvez eu realmente esteja passando por uma bad super super bad fase, porque, gente, tá tudo tão complicado! Não tô escrevendo direito, não tô lendo direito, não me satisfaço com nada, troco de layout todo dia (e continuo não gostando)... Sério, não tá fácil. E apesar disso, me recuso a pausar o blog, inclusive nunca consegui fazer isso. E olha que eu já tentei: lá nos primórdios da minha iniciação por essas terras de bloggeres e wordpresses (gostei do plural assim, haha), eu já quis parar o blog só para colocar um aviso de volto já. Porque eu era uma adolescentezinha sem vergonha e sem miolos. Eu queria ser cool. Mas não me pergunte por que eu achava um blog pausado algo cool

A questão é essa: tô de bode com a blogosfera, mas nutro um carinho tão grande por isso aqui, que me recuso a sair fora. Nunca acreditei no tal vamos dar um tempo. Se alguém tiver uma sugestão, ou se já passou por isso, singelamente, sou toda ouvidos/olhos. Eu, do lado de cá, vou continuar fuçando por aí, olhando a lista de links dos blogs onde caio, pulando de página em página... que é para ver se esse ebó larga de mim. Blogosfera, vou te vasculhar toda, todinha. Que final obsceno, haha.

19 comentários:

  1. Peguei bode desse mundinho por um tempo, também. Enxergo as pessoas meio vendidas, umas coisas meio vazias e impessoais por aí. Dá desgosto, mesmo.
    Triste, porém é verdade. Né isso que eles dizem? hahaha

    ResponderExcluir
  2. vim só dizer que sinto falta sua <3

    beijas, minduin :*

    ResponderExcluir
  3. Oi, oi, como vai? Sabe que eu também já me peguei pensando nisso? Esse ''bode'' com esse universo dos blogueiros ainda não chegou em mim, até porque seleciono muito bem o que vou ler por aqui, mas mesmo assim, enquanto seleciono me deparo com coisas que... Fico pasma, só de olhar. Escrita sem sentimentos, erros a torto e a direito, imploração de comentários, preocupação maior com o layout do que com o que é publicado e gerado o conteúdo do blog e por aí vai. Porém, como fiquei bastante tempo afastada por causa do meu trabalho, agora estou sentindo um gostinho a mais voltar para esse mundo. Ler os blogs, vez em outra, eu até conseguia, mas comentar que é mesmo o que eu gosto... E quem disse que eu tinha inspiração ou tempo para escrever? Pois é (me lembrou Los Hermanos). Isso segue com o teu blog, que eu sigo e leio faz um tempão e gosto bastante. Mas poucas vezes tive tempo de deixar meu recado por aqui. Entendo a sua decisão, entendo. E sei como é quando a gente anda nessa fase, porque acabei de sair de uma assim, estou ainda em recuperação. Mas... Tudo passa, viu? E se o teu amor pela escrita e leitura é grande (e realmente parece enorme) o interesse vai voltar. Ou, a inspiração voltará e você poderá ser uma escritora de gaveta, algo assim. Mas nunca deixe a escrita abandonar você, é um dom, uma coisa rara, expressar sentimentos em palavras.
    Bem... Até? Volte logo. Um beijo, @pequenatiss.

    ResponderExcluir
  4. Bah, guria, às vezes eu fico assim também. Parece que tudo é tão insosso, que aquele calorzinho no peito - como você falou - desapareceu. A maior parte dos blogs que encontro por aí não me tocam em nada. Porque anda tudo tão robótico, sabe? Acho que é por isso que eu tento ser o mais sincera possível no que eu escrevo, pra quebrar esse padrão de que tem que falar disso, isso e mais isso pra prestar. Blog tem que ser pessoal - ao menos pra mim, e infelizmente a maior parte dos que eu encontro por aí não o são. E isso desanima pra caramba, sim. Mas é uma fase.

    Há aquela frase clichê que diz mais ou menos assim: "seja a diferença que você quer ver". Acho que é bem por aí. Faça dos seus escritos diferentes e que se danem os outros. Quem escrever no mesmo estilo que você vai acabar se identificando e comentando, visitando, seguindo, enfim, as possibilidade são grandes de você sentir harmonia na blogosfera novamente. Só não desiste, tá? Eu gosto bastante daqui (tanto que quando eu digito '1' na minha barra de endereços, já aparece o restante da sua URL direto).

    E sim, "zíperes" é uma palavra linda no plural. *-* hahaha

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Você não está só, acredite. Já passei por isso, fiquei até alguns meses sem postar, e quando eu postava, odiava, não era eu, onde eu estava? Parei de responder comentários, e não me importava com o número de seguidores que ia diminuindo, perdi o interesse por blogs que antes eu gostava, o que havia acontecido com aquelas pessoas? E o pior, os blogs que eu amava de coração, estavam passando por fases parecidas com a minha. A aparência do meu blog me incomodava, eu mudava e mudava, e continuava a me incomodar, não me sentia mais em casa, sabe? Bem, confesso, ainda estou em fase de regresso, mas volto diferente. Aprendi a me ouvir, o que eu estou querendo? Estou querendo escrever e ler coisas que me arranquem sorrisos ou lágrimas, quero coisas de verdade, quero, quero, quero! Tão possessiva assim mesmo, e bem, o que faltava na verdade não era ser menos exigente, era ver o lado positivo, vasculhar dentro de uma palavra um significado, e outro por trás desse. E eu fiz isso, estou fazendo, e quando não encontro, simplesmente saio sem deixar muito da minha presença, e não volto mais. Veja bem, encontrei essa essência aqui em seu espaço, por isso estou de volta pela segunda vez. Estou nessa busca, busca de palavras de verdade.

    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  6. Espero que você não pare mesmo, porque o seu blog é um daqueles que eu sempre gosto de ler. Entrei nessa coisa de blogs recentemente, e o que notei foi que há meio que uma padronização em vários deles. Se você não fala o que as pessoas querem ouvir as chances de o seu blog ficar "popular" são muito menores. Mas enfim, não estou preocupada com isso e creio que você também não esteja.
    Adoro o que você escreve, não suma :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu já passei por diversas fases com o meu amor pela blogosfera e vivi isso. Mas era mais por falta de tempo, por causa de trabalho, faculdade e projetos. Também noto que de um tempo pra cá, muitos blogs se repetem e poucos mantém a sua essência e isso nem sempre é bom para todo mundo. Sou como você, tenho que ter um blog que me identifique, que eu leia todas as postagens, sinta aquele "calorzinho" e aquela ansiosidade pelo que pode vir a mais. Coloco fé no que vem pela frente, tenho certeza de que grandes coisas virão! E ah, não suma rs! Eu também pensava que dar um tempo de blog seria legal, mas nem foi. Eu me senti cabeça oca e sem nada para dizer. Também não consigo largar o meu blog kkkk. Grandes beijos, volte sempre flor e escreva mais *_*

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo já esteve nessa fase! Eu ando assim também! Pouquíssimos os blogs que sinto vontade de ler! :/
    Muito disso se deve à minha vida offline que me impede de VASCULHAR a internet como gostaria!

    - E ah, mesmo de bode, você continua escrevendo de um jeito que faz a gente pensar que você tá aqui do lado contando tudo isso! :)
    #adoro!

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Eu confesso que sou chata pra caramba com blogs também, e olhe que eu não sou nenhuma referência nesse meio, já que comecei a postar há pouco tempo e meu conceito de divulgação é uma furada, não faço nada sobre isso, salvo aquela recomendação básica no facebook e acho que comentários em blogs que me apetecem ajudam.

    Mas bem, a opinião é minha e sim, tem blogueiro muito bizarro por aí. Eu até devo ser para algumas pessoas, mas pelo menos escrevo com sinceridade e amor no coração, sem esperar nada em troca, ah vai, apenas uma atençãozinha e críticas.

    A gente tá em uma época que está na moda não ter tempo e se encher de atividades e responsabilidades, então temos que filtrar o que lemos. Acho que você deveria continuar visitando os poucos blogs que gosta, e nunca mais voltar para quem não te interessa. E não sair daqui da blogosfera. Tem gente que ama o que você escreve e vai ficar desamparada com suas ideias e palavras sendo divididas só com seus amigos não virtuais.

    Sou bem pessimista, mas nesse ponto acho que dá para ter esperança no mundo blogueiro. Sobretudo quando tem alguém como você, que estimula risos e choros através de textos tão gostosos de ler.

    Fica, vai!

    (Ah, menina, que fofinho tu gostar do corte do meu cabelo, hahaha, fiquei me sentindo bonita com teu comentário - raridade. Se você morasse em Recife te daria o endereço da cabeleireira, ela sabe decoradinho o corte, rs. Obrigada por ter me feito feliz :3. Beijão, e deixa esse bode longe de você!)

    ResponderExcluir
  10. Compartilho desse sentimento. Sinceramente, passei por isto várias e várias vezes. A vontade de enfiar o pé na jaca e clicar o logout for ever não era pequena. Contudo postei, editei, mexi aqui e acolá no meu blog que sentia uma dor... Visitei tantos outros, hoje o que mais vejo são blogs totalmente diferente dos primórdios, que antes eram tão bem criados, os posts tão dedicados.
    Hoje as promoções tomaram contas dos blogs, falta originalidade.

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. O vamos dar um tempo é só o afago na cara antes do tapa, eu te entendo. E espero por uma solução mágica para esse problema, porque pessoas que são interessantes pra mim existem, elas só tem que criar um url pra que eu as ache, então, espero. ;P

    :*

    ResponderExcluir
  12. Esse bode com a blogosfera é geral entre a galera das antigas. Passo um tempão caçando blogs interessantes, mas só vejo vazio. Saudades dos velhos tempos, saudades.

    ResponderExcluir
  13. Tambèm é difícil pra mim achar blogs pra comentar. A maior parte da "blogosfera" é constituída de blogs femininos fazendo sorteio de maquiagem pra conseguir leitores, então fica difícil rs
    Eu já pensei varias vezes em excluir o blog, ou por que estava passando por uma fase com zero criatividade para postar, ou porque estava com medo de os meus leitores me acharem louco demais (eles já devem achar isso). Eu pensei até em fazer um post sobre isso também rs mas devem ter blogs interessantes pra vc por aí ainda (espero que o meu seja um desses rs)

    ResponderExcluir
  14. Bom, eu passei por esse bode. Mas nem tanto com a blogosfera, acho que deu pra perceber que a coisa foi mais minha mesmo, né? E por dias e dias eu queria escrever, tinha tanto pra escrever, mas nada saía. Era angustiante... mas enfim, tudo são fases.
    Venha sempre que sentir necessidade, escreva o que quiser por aqui. Eu gosto de tudo :D
    Beijo, Gabs ;*

    ResponderExcluir
  15. ah, essas coisas acontecem mesmo! vira e mexe as coisas perdem a graça pra mim, sabe? sou uma pessoa muito inquieta... mas já aprendi que, se ficar um tempinho sem olhar praquilo (blogs, livros, séries... qualquer coisa que eu faça e tenha perdido a graça) a paixão volta. nem sempre acontece, porque a gente cresce e algumas coisas realmente deixam de ser legais, mas viu... não desista não! talvez esteja apenas passando por uma fase não muito boa...! = )

    ResponderExcluir
  16. Estou afastada também, mas no meu caso é mais por falta de inspiração do que desgosto propriamente dito. Mas já me senti assim, e depois melhorei, espero que você melhore também! E não desista! Temos que resistir até o fim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. É, eu sei que você está estressada com essa história de blog e tal. Mas, como no meu outro comentário, eu espero que você amarre esse bode e venha para o lado de quem você gosta e gosta de você :3.

    SEEE você estiver a fim, dá uma olhada nessa postagem abaixo. Pensei em você na hora de indicar um meme. É bem rapidinho... http://migre.me/criar-url/

    Enfim, beijão Gabriela.

    ResponderExcluir
  18. Eu tenho esse bode desde quando blog virou sinônimo de informação fácil, já que você não precisa, necessariamente, pagar um domínio e aí veio os blogs disso, daquilo e aquilo outro... Perdeu a essência do pessoal sabe? Do diário de internet que por vezes era ridículo você escrever pra todo mundo e ao mesmo tempo ninguém ,ler as coisas mais pessoais e normais, o que acontecia no seu dia, mas é assim que blog tem que ser, na minha opinião, blogueiro não é profissão. Pra mim, blogueiro é aproveitador isso sim. Quem usa blog de verdade mesmo, são pessoas como eu e você, escritores que também não são escritores, mas é a única maneira de expressar o que sentem. Não desiste não. Um beijo.

    ResponderExcluir
  19. Continue vasculhando, foi assim que encontrei você! Viu, tem coisas boas por aí ;)

    Bjs, Amanda

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados