um blog de inspirações e expirações

24.9.11

como ser chutada e saber se continua digna

Achei que ia chorar até o Natal, mas só chorei por 20 minutos. Aí me pergunto: por quê? Eu gosto dele, eu sinto falta dele, ele é legal. Então por que não me afoguei em minhas próprias lágrimas dessa vez? Sinceramente, tô num medo danado que as comportas estejam fazendo o que se propuseram a fazer para depois extrapolar e rachar e vazar tudo. Vai ser lindo. Um filme do Spielberg. Eu vou ganhar o Oscar, o Urso de Ouro? A Pata do Urso de Ouro? A Palma do Urso de Ouro? O que de ouro? Urso tem palma? Não lembro. Acho que vou imitar a brilhante saída da Pink e escrever uma música para o ex. Perdi o meu Éks e não sei para onde ele foi. Ba ra da da da da. Pff! Ah, eu sei, ele foi para o Rock in Rio. Pelo menos não estou cortando os pulsos.

Engraçado é que fui chutada (Você não me ama mais! Só me dá patada!), mas continuo recebendo assistência (leia-se: continuamos nos chamando de 'meu bem' e conversando, marcando encontros como se não tivesse acontecido. Será que eu sonhei?). Como proceder num caso desses? KEEP CALM AND CARRY ON? Só consigo continuar cultivando este garoto. Isso é saudável? Você dirá que não. Eu direi que hambúrguer, batata frita e refrigerante também não são e você come mesmo assim. Esse é o calo de nós, seres humanos desgovernados: sabemos o que é bom e o que é ruim, mas nem sempre vamos pelo caminho das flores. Por que a gente faz o que faz? Por que a gente come batata frita e refrigerante se sabe que engorda, que aumenta o colesterol e essas coisas biológicas? Porque gostamos, né? Porque gostamos (Ou porque somos grandes antas que merecem receber um troféu, ou até mesmo uma estátua de bronze no meio da praça, com plaquinha de primeiro lugar no concurso Burrice Master Blaster Amorosa.). 



Encerro este texto sem saber se continuo digna, e com uma carinha de quem não sabe de mais nada =S

10 comentários:

  1. Vou responder a pergunta que achei que você ia responder: Você ao que me parece não tomou um fora,já que estão marcando encontros, então continua digna. Não seria indigna se tivesse tomado um fora também, seria indigno ele, se tivesse sido um idiota ao te chutar. Já que ele não fez isso, ele também é digno. Todos digníssimos!!!

    Querida, o Biacentrismo está de cara nova! Agora os comentários estão abertos de novo e espero suas opiniões lá! Também nos curta no facebook, tem uma caixinha do lado onde você clica em "like" :D O blog também está divertido e cheio de novas seções! Te espero lá! Um beijo

    http://biacentrismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Simples, vira a página e começa outra história.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Esse período após término é bem chatinho, a gente não sabe como agir com a outra pessoa, mas, sem querer me meter mas já me metendo (já que você acabou se abrindo para isso quando colocou o texto aqui), cuidado, Gab. Ele terminou, talvez não tenha motivo pra continuar te tratando assim, chamando de meu bem e marcando encontros. Isso é perigoso..
    É como se ele terminasse, mas não quer deixar que você termine. A hora que ele superar o término, vai parar com tudo isso bruscamente, e aí acho que a dor é pior. =X
    E sim, que anônimo wtf no meu blog né? o.O
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Você não é indgna. Muito pelo contrário, você é honesta. Em algum momento as coisas se definem. SEMPRE!

    Você vai saber o que quer e ele também e isso vai acontecer naturalmente.
    Se for a hora de "pular fora", você fará isso muito dignamente!

    Um beijo
    ps: adorei a cara nova do blog!

    ResponderExcluir
  5. Gabs, já cheguei a colocar esse layout no Sem Calendários também quando tenho esses surtos.

    E eu vim aqui correndo achando que você ia responder a danada dessa pergunta com alguma analise psicológica da minha cabeça perturbada mas não.

    Você é digna, não importa quantos foras leve, quantos amores acabem indo embora, isso eu te garanto. Já eu, não sei. Acho que acabo ficando no meio-termo.

    Só espero que dignidade a gente consiga recuperar quando passa de fase no Super Mario.

    ResponderExcluir
  6. Fim de relacionamento é sempre tão estranho. Ainda mais se convivemos com a pessoa, se ela faz parte do nosso ciclo de amigos e tal. Sempre fica aquela coisa estranha: "como será que me comporto, como será que falo com ele?" Ain, dificílimo! E adorei a comparação do hambúrguer com batata frita, haha. Espero que fique tudo bem com você! Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Nunca dá para entender as vias que seguimos quando estamos diante de acontecimentos assim. O peito fica pesado, meio que nos deixando tolos, seguindo uma atração meio inexplicável.

    É difícil interpretar, agir e como conduzir. Mas faz parte do ser humano...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu não sei nem o que dizer. Tô na mesma.


    Cara, sinceramente, muito lindo! Vou compartilhar no meu face! *_* Posso?

    ResponderExcluir
  9. Talvez não seja um chute e sim uma pequena virgula... Apenas parta para outro, quando definitivamente chegar ao ponto final. Se não vira uma confusão total (sentimentalmente falando rs)

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados