um blog de inspirações e expirações

27.2.10

tão de vidro

As mãos que seguravam o tal coração frágil que sentia dor e choramingava, afrouxou um pouco o laço e a dor do tal coração aumentou três passos para a esquerda. Pobrezinho,  já chorou por tantos amores, tantas perdas, mas é de uma natureza tão humana que continua nessa mesma sina. Feriu de amar errado, igual ao do Caio Fernando. E o mais triste: sente sozinho. Porque quando a gente sofre junto, os problemas cabem dentro do bolso. Se fosse um sentimento sorridente, eu diria que o tal coração é um tanto(ão) egoísta, mas como é só dor, não sei dizer nada... E não há como; a gente vê quando lágrimas dançam dentro dos outros,. Dá pra notar: aquele outro fica tão de vidro, dá vontade de colocar no colo e fazer um cafuné no cabelo. (...)


E com toda a dor que te causei
Espero poder levá-la embora
E ser aquele que segura todas as suas lágrimas
_The reason (Hoobastank)

14 comentários:

  1. Nós nos ferimos e ferimos as pessoas com esse sentimento esquisito chamado amor. Mas o coração é tão teimoso que às vezes me pergunto se ele não é imune à dor, ou se a dor é apenas uma coisa vinda do raciocínio. Porque coração é blasé, mais do que o próprio dono.

    Amei aqui *-*

    ResponderExcluir
  2. A dor sempre será o rio que corta a alma. Á gente só deve trabalhar para que ele não transborde.
    E aí é que entra a confusão. Porque é difícil. E buscamos barreiras para barrar o aumento do nível da dor. E ficamos à mercê dessa sensação angustiante,´pálida, que nos faz ficar envolto a uma camada fina de vidro, só importante que nos carreguem...

    =)

    Beijo.
    =)

    ResponderExcluir
  3. Me chamou atenção de cara: a foto e o título do blog!

    Gostei da postagem, o nome de Caio F. - por quem sou super apaixonada. Um amor, lágrimas, caneta e papel, quer mistura mais explosiva?

    Gostei do seu blog!

    ;*

    ResponderExcluir
  4. A gente não desiste nunca.

    E acho que não conheço quem mais troque de endereço de blog que tu. :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. lindão o texto! Massa
    Cafuné é muito bom!! hahaha

    Ahh, pode chamar de ensaio sim!!

    Beijoo super ;**

    ResponderExcluir
  6. (mas como é só dor, não sei dizer nada... E não há como; a gente vê quando lágrimas dançam dentro dos outros,. Dá pra notar: aquele outro fica tão de vidro, dá vontade de colocar no colo e fazer um cafuné no cabelo. (...))
    *------* Muitoo bom gabi


    bjooos

    ResponderExcluir
  7. "dá vontade de colocar no colo e fazer um cafuné no cabelo." dá vontade meesmo :\
    amei o post, *-* beeijo

    ResponderExcluir
  8. A menina que segurava lágrimas.
    Faz bem.

    Beijos e saudades daqui!

    ResponderExcluir
  9. nhá! E não é que vc se mudou mesmo! DE-NO-VO!
    hahaha


    Tah gostoso aqui,, sempre está qdo vc se preza a brincar de webdesigner ;-)

    Tá chant! rs Com delírios regados a CFA ... Mto bom ... Uma matemática que destila letras,,, não desista! hahaha

    Bjs e novas invenções!

    ResponderExcluir
  10. Uma cadência meio ritmada esse texto. Eu gosto dessas coisas.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. acho que meu vidro é fosco

    ôo bi, não sofre não
    estava aqui, pensando comigo nessas 03:23 dessa quinta feira como você é linda. lindinha

    ResponderExcluir
  12. que lindo esse texto.


    me deu uma vontade de chorar por dentro.

    aquele choro calado.







    lindo seu blog,
    boa semana.


    muita luz e poesia ^^

    ResponderExcluir
  13. Muito bom esse seu espaço.
    adorei os textos.

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados