um blog de inspirações e expirações

16.12.09

Pior mesmo é a saudade, não vou mentir. Acordar, sair de casa, andar na rua, olhar as pessoas, voltar para casa, viver minha rotina com a sua lembrança. De tão presente, vive cobrindo meus passos com os próprios, como se fosse um cachorro lambão. É a sua lembrança, mas a vejo diferente: magra, cabelos escuros pouco abaixo dos ombros. E é muda. Às vezes me sorri, mas é só. Bom é que ela não me incomoda com assuntos chatos e completamente dispensáveis quando não tô com vontade de ninguém; o problema é que ela é latejante, e apesar de quieta, não me deixa esquecer um segundo sequer. Já perdi as esperanças de voltar a viver só, de ter o apartamento só pra mim outra vez: esse fantasma está sempre atrás de mim, pisando os meus passos. Tem dias que é até minha amiga. Tem dias que ouve música. Mas dói.

E ainda tem o amor. O que faço com ele agora? Tá aqui, ocupando espaço, sem utilidade, sem fundamento. Tá aqui, parado e pulsando.


Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem.
Mas que me diga logo pra que eu possa desocupar o coração.
_Caio Fernando Abreu

• Esse texto é um fragmento (inclui a citação de Caio F.), um pedaço apenas, do Mojo que estou criando.

20 comentários:

  1. Texto lindo.

    E quanto ao Caio F, amo.
    É impressionante o modo como ele escreve tudo que a gente quer e às vezes não consegue.
    Acho que Caio é a Clarice Lispector de calças. hehehe

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. esse cara ainda vai ser mais desejado que chico buarque

    ResponderExcluir
  3. Amor parado deixa de ser amor. Sufoca e mata.
    E saudade dói mesmo. Mas pode ser bom.
    Saudades daqui!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Gabriela, gostei tanto que vou ficar por mais tempo :) ; e o teu nome, hãn? magnífico. :p

    ResponderExcluir
  5. E ainda tem o amor. O que faço com ele agora? Tá aqui, ocupando espaço, sem utilidade, sem fundamento. Tá aqui, parado e pulsando.

    caraaa, vc me deixa sem piscar.Amo suas palavras, deverdade.

    ResponderExcluir
  6. Menina, tu publica os melhores trechos do CFA! Adoro isso! :D

    E que texto, viu? Lindo.

    ResponderExcluir
  7. Lindo de morrer, seu desenhinho!
    roubei fácil, fácil :B

    ahauahaahauahauaha


    Beeeijo
    :*

    ResponderExcluir
  8. É bonito e triste, bonito e triste. Repetidas vezes.

    ResponderExcluir
  9. estou farta de pessoas sim :) gostei do texto.

    ResponderExcluir
  10. amor também sabe fazer companhia, mas amor não correspondido é traiçoeiro e pode sempre te apunhalar pelas costas.

    ResponderExcluir
  11. texto lindão.
    o pior mesmo é a saudade!
    adorei

    beijoooo :*

    ResponderExcluir
  12. Ah, Gabi.
    Eu ando ultimamente tão azeda, amarga, chorona, inconstante. E te ler só aumentou um pouquinho a dor que lateja aqui dentro. Parece que todos nós só sabemos falar de amor não-correspondido. Que vida é essa :'(

    ResponderExcluir
  13. porra, gabiwz,,, casa nova não,,, caaasas novas!! rs

    Uma casa pra cada personalidade,,, Gostei disso, rs

    Estou com mais tempo agora,,, volto depois,,, bjo, guria...


    vc é chaaaaaaaaaant! hehehe

    ResponderExcluir
  14. lindas palavras, querida, como coloca o negosil de perguntas ali do lado? :D

    ResponderExcluir
  15. Voltei, e você nem precisou esperar muito, Gabs.

    Own, isso aqui foi doce, menina.
    Lindo mesmo.

    Beijin

    ResponderExcluir
  16. amor parado é só o que há em mim. rs. gostei.

    ResponderExcluir
  17. Os textos sobre saudade SEMPRE mexem comigo e eu ando lendo muitos. Dói demais, digo que é uma das piores dores que já sentir - e ainda sinto - na vida. E vc citou Caio, ele sempre fala por mim, tanto que citei ele em meu último post. Adorei te ler novamente =*

    ResponderExcluir
  18. O que fazes com ele (o amor)? Oras... Boa pergunta. Também não sei o que faço cá com o meu.

    ResponderExcluir

♥ Você pode comentar usando apenas seu Nome e Url: selecione a opção no menu suspenso "comentar como".

♥ Alguns comentários podem não ser aceitos, dependendo do cunho da mensagem. Seja gentil na blogosfera.

Obrigada por comentar. Sua visita e opinião são importantes para mim.
Volte sempre!

 
© 2009 - 2016 . todos os direitos reservados